Uibaí terá primeiro laticínio da América Latina a processar leite produzido em propriedades livres de tuberculose e brucelose

Uibaí terá primeiro laticínio da América Latina a processar leite produzido em propriedades livres de tuberculose e brucelose

(Uibaí - BA) - Primeiro município baiano a ter propriedades certificadas pela Agência de Defesa Agropecuária da Bahia (Adab), vinculada à Secretaria da Agricultura, como livre de tuberculose e brucelose, Uibaí, na região de Irecê, terá em breve o primeiro laticínio da América Latina a processar leite produzido em fazendas certificadas. Depois de quase quatro anos de gestão iniciada pelo então secretário estadual da Agricultura, Roberto Muniz, os primeiros resultados práticos desse projeto estão sendo concretizados. A Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR/Sedir), acaba de assinar convênio, no valor aproximado de R$ 700 mil, com a Cooperativa Mista Agropecuária de Uibaí (Comagru) para a construção do laticínio no distrito de Caldeirão.

"Nós temos obras em andamento no município com valores superiores a este convênio, mas nenhuma supera a importância deste acordo de cooperação técnica que acabamos de assinar. A implantação do laticínio é estruturante para o município e região pois, além de agregar valor ao leite, vai oferecer à população produto saudável", disse o prefeito do município, Pedro Rocha.

O secretário estadual da Agricultura, engenheiro agrônomo Eduardo Salles, parabenizou a CAR pela iniciativa e destacou que a implantação do laticínio é um grande e importante passo para estruturar a cadeia produtiva do leite na região, que se constitui em significativa bacia leiteira desenvolvida por agricultores familiares. "Nesse momento de seca, nós temos de, mais que nunca, estar perto do produtor", disse ele, analisando ainda que a implantação da indústria soma-se às inúmeras ações estruturantes que o governo está adotando visando o pós-seca e a convivência com o semiárido.

De acordo com Salles, a interação entre as diferentes secretarias de governo (Sedir/CAR; Seagri/Adab/EBDA/Suaf e a Sedes) e o apoio da prefeitura e do Sebrae foram fundamentais para a concretização desse projeto. "Este será um modelo a ser seguido pelos pequenos produtores nas demais regiões produtoras que estarão inseridas no Programa Estadual do Leite, que será lançado em breve em todo o Estado", afirmou o secretário.

Para Sérgio Machado Maciel (Serjão), presidente da cooperativa, o projeto desenvolvido pela CAR/Sedir em parceria com a Seagri/Adab/EBDA, "está concretizando o sonho dos criadores da região, e será muito importante para assegurar melhor futuro para nossos filhos e netos". Ele informou que a cooperativa engloba cinco associações comunitárias e 49 pequenos produtores com cerca de 500 animais. Serjão, elogiado por todos pela sua perseverança e exemplo, agradeceu afirmando que "nosso sonho vai se tornar realidade graças ao governo da Bahia"

O diretor geral da Adab, Paulo Emílio Torres, disse que cerca de 20 propriedades já estão certificadas com livre de tuberculose e brucelose, "mas nós estamos trabalhando para ampliar a certificação e alcançar todas as propriedades que fornecerão leite para processamento na indústria que será implantada.

"Este é um dia histórico, que ficará para sempre marcado na história da pecuária de leite da Bahia", disse o diretor executivo da CAR, Vivaldo Mendonça", destacando o pioneirismo da iniciativa. "A implantação desse laticínio é fundamental para fazer com que essa região se desenvolva, dando um grande salto de qualidade na pecuária leiteira, agregando valor ao produto e segurança fitossanitária", afirmou.

 

Fotos - Ascom Seagri/Heckel Junior

Comentários