Mudança na lei deve estimular demanda por suco de laranja

Mudança na lei deve estimular demanda por suco de laranja

O aumento da proporção obrigatória de suco de laranja na composição dos chamados néctares deve elevar a demanda pelo produto no mercado interno. A avaliação foi feita nesta sexta-feira (30/1) pelo Centro de Estudos Avançados em Economia aplicada (Cepea). 

Desde o último sábado (31/1) as engarrafadoras devem elevar de 30% para 40% o volume mínimo de suco natural nas bebidas. Em janeiro de 2016, essa proporção passa a ser de 50%. Para o Cepea, o benefício não seria apenas do consumidor, que teria acesso ao um produto mais saudável, mas também para a cadeia produtiva da citricultura. 

"O incremento do consumo de suco de laranja seria benéfico para as indústrias brasileiras, que teriam um acréscimo de 10 mil toneladas nas vendas até o ano que vem. Produtores também poderiam ganhar com o novo cenário, que implicaria em maior demanda por matéria-prima e, melhora nos preços pagos pelas indústrias", avaliam os pesquisadores. 

De acordo com o Cepea, a laranja acumula uma desvalorização de 0,49% em janeiro (até esta quinta-feira, dia 29). Na quinta-feira, a caixa da fruta para a indústria foi cotada a R$ 10,14 de acordo com o indicador com base no estado de São Paulo. 

Fonte Original: Globo Rural

Comentários